segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Despe




Despe a solidão
saia nua
olhe diante do espelho
seu eu
sua alma
despe senhora
toda sua angústia
volte no tempo
recolha sua doçura
nos recôndidos
perdidos,
que seu destino
seja bendito
seus apelos
sejam ouvidos
enfrente seus medos
despe senhora
seu luto
viva ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário