quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Amor



Amor não nasce
em qualquer lugar
mais morre  devagar

Amor precisa
de água e
ar para respirar

De tempo
se não fica
verde e apodrece

Amor não
morre em solo fértil
ele vence

Deixa sementes
aguenta toda dor
sempre  o único  amor....
Cris Silveira

3 comentários:

  1. Quando a poesia fala de amor, toma profusões divinas! Linda poesia moça, uma grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada poeta ,,o amor é divino..bjo

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir